DICAS DE SAÚDE ( Mel e Canela)

Ir em baixo

DICAS DE SAÚDE ( Mel e Canela)

Mensagem  Daniella Pessoni em Qui 18 Jun 2009, 13:01

BENEFÍCIOS DO MEL COM CANELA


É sabido que aquela mistura de mel e canela cura a maior parte de doenças. O mel é produzido em quase todos os países do mundo. A ciência afirma que embora o mel seja doce, se ingerido na dosagem certa, a título medicinal, ele não prejudica pacientes diabéticos. A revista canadense "Notícias Mundiais Semanais" publica uma lista de doenças que podem ser curadas com Mel e Canela, segundo cientistas ocidentais.

USE REGULARMENTE NO CAFÉ DA MANHÃ

1) DOENÇAS DE CORAÇÃO:


Faça uma pasta de mel e pó de canela e aplique-a no pão, em vez de geléia, usando-a regularmente no café da manhã. Essa mistura reduz o colesterol nas artérias e evita o ataque cardíaco ou sua repetição.

O uso regular dessa pasta também alivia a perda da respiração e fortalece as batidas do coração. Na América e no Canadá, várias casas de assistência a idosos utilizam o método para proteção aos pacientes, notando-se que a canela revitaliza artérias e veias.

2) ARTRITE:

Os pacientes de artrite podem tomar diariamente, de manhã e à noite, uma xícara de água quente com duas colheres de mel e uma colher de chá de pó de canela. Se tomado regularmente, até a artrite crônica pode ser curada.

Em uma pesquisa recente, conduzida na Universidade de Copenhague, quando os doutores trataram os seus pacientes com uma mistura de uma de colher de sopa de mel e meia colher de chá de pó de canela, antes do café da manhã durante uma semana, das 200 pessoas selecionadas praticamente 73 obtiveram alívio total da dor, e em um mês a maior parte dos pacientes, que não podia andar ou se movimentar devido à artrite, voltou a se movimentar sem sentir dor.

3) COLESTEROL:


Duas colheres de sopa de mel e três colheres de chá de canela, misturadas a meio copo de chá, são capazes de reduzir em 10% o nível de colesterol no sangue dentro de 2 horas. Como mencionado para pacientes artríticos, se tomado 3 vezes ao dia, ajuda a curar o colesterol crônico. Além disso, mel puro tomado com comida diariamente alivia reclamações de colesterol.

4) INFECÇÕES DE BEXIGA:


Tome duas colheres de sopa de pó de canela e uma colher de chá de mel dissolvidas em um copo de água morna.
A mistura destrói os germes na bexiga.

5) SISTEMA IMUNE:

O uso de mel e pó de canela diariamente fortalece a imunização de nosso sistema protegendo o corpo de bactérias e ataques virais.

Os cientistas provaram que o mel tem várias vitaminas e grande concentração de ferro.
O uso constante do mel fortalece os corpúsculos de sangue brancos para lutar contra bactérias e doenças virais.

MORDIDAS DE INSETO:


Misture uma parte de mel a duas partes de água morna e acrescente uma colher de chá de pó de canela, fazendo uma pasta. Massageie o local picado, lentamente, e a dor cederá dentro de um ou dois minutos.

PERDA DE CABELO:


Os que têm problemas de perda de cabelo, ou calvície, podem aplicar uma pasta feita com azeite quente, uma colher de sopa de mel e uma colher de chá de pó de canela antes do banho. Aguardar de 5 a 10 minutos e lavar o cabelo normalmente.

DOR DE DENTES:


Faça uma pasta de uma colher de chá de pó de canela e cinco colheres de chá de mel e aplique no dente dolorido. A aplicação pode ser feita 3 vezes por dia.

CALAFRIOS: (Resfriado)


Os que sofrem de calafrios, comuns ou severos, devem tomar diariamente uma colher de sopa de mel morno com ¼ de colher de pó de canela durante 3 dias.
Este processo cura tosse crônica, o frio e compensará os seios.

ESTÔMAGO DE POMBO:


O Mel tomado com o pó de canela alivia dores de úlceras de estômago. Tomar duas vezes ao dia, após as principais refeições.

GASES:


Segundo estudos feitos na Índia e no Japão, o estômago ficará aliviado de gases, se o mel for tomado com o pó de canela, duas vezes ao dia, após as principais refeições.

INDIGESTÃO:


O pó de canela, salpicado em duas colheres de sopa de mel e ingerido antes da comida, alivia a acidez e ajuda na digestão de refeições pesadas..

INFLUENZA:


Um cientista na Espanha comprovou que o mel contém o ingrediente natural que mata os germes da"influenza" e protege o paciente contra seu ataque.

LONGEVIDADE:

Chá feito com mel e pó de canela, quando tomado regularmente, detém as devastações da idade. Ferva 4 colheres do mel, 1 colher de pó de canela e 3 xícaras de água, para fazer um chá. Beba ¼ de xícara 3 a 4 vezes por dia. Serve para manter a pele fresca e suave além de permitir maior longevidade, fazendo com que você execute pequenas tarefas com muito mais facilidade.

BORBULHAS OU PÊLOS ENCRAVADOS:


Fazer uma pasta com três colheres de sopa de mel e uma colher de chá de canela em pó. Aplique-a nos pêlos encravados, antes de dormir, e lave-as na manhã seguinte com água morna. Se feito diariamente durante duas semanas, ela retira as borbulhas da raiz.

INFECÇÕES DE PELE:


Aplicação de mel e pó de canela, em partes iguais sobre as partes afetadas, curam eczema, tinha e todos os tipos de infecções de pele. Usar após o banho, sobre a região bem limpa.

CÂNCER/CANCRO:

Pesquisa recente no Japão e Austrália revelou que tanto o câncer do estômago como o de ossos foram curados com sucesso. Os pacientes que sofrem dessas espécies de câncer devem tomar diariamente aquela colher de sopa de mel com uma colher de chá de pó de canela, durante um mês, 3 vezes por dia.

FADIGA:

Os estudos recentes mostraram que o conteúdo de açúcar do mel é mais útil que nocivo à força do corpo. As pessoas idosas que recebem o mel e o poder da canela em partes iguais são mais vigilantes e flexíveis. Doutor Milton, o responsável pela pesquisa, afirma que aquele copo de água tomado com meia colher de sopa de mel salpicada com pó de canela, diariamente ao levantar e à tarde, aproximadamente às 15h, quando a vitalidade do corpo começa a diminuir, revigora a vitalidade do corpo dentro de uma semana.

MAU HÁLITO:


A primeira coisa a fazer pela manhã é um gargarejo com uma colher de chá de mel e pó de canela.
Modo de fazer: misture o pó de canela em água quente, e depois coloque o mel.
Assim a respiração se mantém fresca por todo o dia.

PERDA DE AUDIÇÃO:


Fazer uso diário de mel e pó de canela, tomado em partes iguais, melhora a audição.

IMPORTANTE:

Sem efeitos colaterais conhecidos, você só não pode usar o mel e a canela se realmente for alérgico aos produtos. Porém, alerto as gestantes que antes de tomar qualquer chá ou medicamento deve consultar o seu médico.
Antes de usar qualquer tratamento, procure conversar com o seu médico.


Bjos Dani monkey
avatar
Daniella Pessoni
Colaboro Bastante
Colaboro Bastante

Feminino
Número de Mensagens : 1149
Idade : 36
Localização : São Bernardo do Campo - SP
Ano que descobriu o Lúpus : 2005
Data de inscrição : 22/01/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

MEL E CANELA

Mensagem  Regina Guimarães em Qui 18 Jun 2009, 14:20

Quando falo que esse Brasilsilsil é uma terra abençoada!!!
Nossa!!! só coisas naturais deste nosso país maravilhoso.
Obrigada, por mais esta Dani!!!

Regina Guimarães
Já sou muito conhecida(o)
Já sou muito conhecida(o)

Feminino
Número de Mensagens : 833
Localização : Pádua - RJ
Data de inscrição : 30/03/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dica de mel

Mensagem  deinhadiniz em Sex 30 Abr 2010, 18:37

Além da combinação com canela, o mel também fica excelente com granola, para ser adicionado às frutas, com mostarda, para temperar saladas, além de diversas outras misturas saudáveis. Para quem gosta de mel, eu sugiro a linha da Magel Bee. Além de diversos produtos, a empresa faz vendas pela internet (www.magelbee.com.br) e pelo telefone (0800 645 8 645). Fica aí a dica. Eu provei e fiquei fã!

deinhadiniz
Oi sou nova(o) no Fórum, sejam simpáticos comigo.
Oi sou nova(o) no Fórum, sejam simpáticos comigo.

Feminino
Número de Mensagens : 1
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 30/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DICAS DE SAÚDE ( Mel e Canela)

Mensagem  suelem em Dom 02 Maio 2010, 16:48

Muito bom adorei monkey
avatar
suelem
Já sou muito conhecida(o)
Já sou muito conhecida(o)

Feminino
Número de Mensagens : 512
Idade : 31
Localização : são paulo
Ano que descobriu o Lúpus : 2009
Data de inscrição : 03/09/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

muito bom!

Mensagem  Leila K. em Sab 08 Maio 2010, 22:44

obrigada pela informacao...
avatar
Leila K.
Ainda sou novata(o) e gosto de atenção.
Ainda sou novata(o) e gosto de atenção.

Feminino
Número de Mensagens : 31
Localização : Londrina
Data de inscrição : 18/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Os benefícios da autohemoterapia

Mensagem  Marco Antônio Cunha em Dom 25 Jul 2010, 19:46


A alimentação é a base principal para se evitar doenças porem a Lúpus é uma anormalidade de ordem química onde os linfócitos tipo T não contribuem para estimular os linfócitos tipo B a produzir anticorpos, a técnica da autohemoterapia contribui para que os macrofagos seja estimulado para aumento de produção de 5% par 22% pela medula óssea, o resultado são maravilhosos, células regeneradas, etc.
Façam a pesquisa e verão os depoimentos.



AUTO-HEMOTERAPIA
Dr. Luiz Moura

É um recurso terapêutico de baixo custo, simples que se resume em retirar sangue de uma veia e aplicar no músculo, estimulando assim o Sistema Retículo-Endotelial, quadruplicando os macrófagos em todo organismo.

LUIZ MOURA


SUMÁRIO

A técnica é simples: retira-se o sangue de uma veia - comumente da prega do cotovelo - e aplica-se no músculo, braço ou nádega, sem nada acrescentar ao sangue. O volume retirado varia de 5ml a 20ml, dependendo da gravidade da doença a ser tratada. O sangue, tecido orgânico, em contato com o músculo, tecido extra-vascular, desencadeia uma reação de rejeição do mesmo, estimulando assim o S.R.E. A medula óssea produz mais monócitos que vão colonizar os tecidos orgânicos e recebem então a denominação de macrófagos. Antes da aplicação do sangue, em média, a contagem dos macrófagos gira em torno de 5%. Após a aplicação a taxa sobe e, ao fim de 8h, chega a 22%. Durante 5 dias permanece entre 20 e 22%, para voltar aos 5% ao fim de 7 dias a partir a aplicação da auto-hemoterapia. A volta aos 5% ocorre quando não há sangue no músculo.

As doenças infecciosas, alérgicas, auto-imunes, os corpos estranhos como os cistos ovarianos, miomas, as obstruções de vasos sangüíneos são combatidas pelos macrófagos, que, quadruplicados, conseguem assim vencer estes estados patológicos ou, pelo menos, abrandá-los. No caso particular das doenças auto-imunes, a autoagressão decorrente da perversão do Sistema Imunológico é desviada para o sangue aplicado no músculo, melhorando assim o paciente.

1. HISTÓRICO

Em 1911, F. Ravaut registra: modo de tratamento auto (uno mismo, haima – sangra) empregado em diversas enfermidades infecciosas, em particular na febre tifóide e em diversas dermatoses. Ravaut usa a auto-hemoterapia em certos casos de asma, urticária e estados anafiláticos (dicionário enciclopédico de medicina, T.1, de L. Braier).

Em 1941 o Dr. Leopoldo Cea, no Dicionário de Términos Y Expressiones Hematológicas, pg 37, cita: Auto-hemoterapia, método de tratamento que consiste en injetar a uno indivíduo cierta cantidad de sangre total (suero Y glóbules), tomada de este mismo indivíduo.

H. Dousset – Auto-Hemoterapia – Técnicas indispensáveis. É útil em certos casos para dessensibilizações – 1941.

Stedman – Dicionário Médico – 25ª edição – 1976 – pág 129 – Auto-hemotherapy – Auto-hemoterapia – tratamento da doença pela retirada e reinjeção do sangue do próprio paciente.

1977 – Index Clínico – Alain Blacove Belair – Auto-hemoterapia – terapêutica de dessensibilização não específica.

Entretanto foi o professor Jésse Teixeira que provou que o S.R.E. era ativado pela auto-hemoterapia, em seu trabalho publicado e premiado em 1940 na Revista Brasil – Cirúrgico, no mês de Março. Jésse Teixeira provocou a formação de uma bolha na coxa de pacientes, com cantárida, substância irritante. Fez a contagem dos macrófagos antes da auto-hemoterapia, a cifra foi de 5%. Após a auto-hemoterapia a cifra subiu a partir da 1ª hora, chegando após 8 horas a 22%. Manteve-se em 22% durante 5 dias, e finalmente declinou para 5% no 7º dia após a aplicação.

2. A AÇÃO TERAPÊUTICA DA AUTO-HEMOTERAPIA

Entre 1943 e 1947, quando cursava a Faculdade Nacional de Medicina, apliquei a auto-hemoterapia cumprindo ordem de meu pai, Professor Pedro Moura, nos pacientes que ele operava na Casa de Saúde S. José no Rio de Janeiro. A primeira aplicação era feita na residência do paciente e a 2ª, 5 dias depois, na Casa de Saúde, no quarto do paciente, e era sempre de 10ml.

A finalidade da aplicação era evitar infecção ou outra complicação infecciosa pulmonar, já que a anestesia na época era em geral com éter, que irritava bastante os pulmões. O cirurgião geral, Dr. Pedro Moura adotou este método face ao sucesso do Professor Jésse Teixeira, que registrou em 150 cirurgias as mais variadas, 0% de complicações infecciosas post-operatórias, em 1940.

Depois de formado continuei a aplicar a auto-hemoterapia apenas em casos de acne juvenil e algumas dermatoses de fundo alérgico.

Entretanto, devo ao Dr. Floramante Garófalo, em 1976, quando este tinha então 71 anos, o conhecimento que resultou em mais abrangência da ação terapêutica da auto-hemoterapia. Em março de 1976 o Dr. Garófalo queixou-se de fortes câimbras em sua perna direita quando caminhava mais de 100 metros.

Sugeri ao colega que procurasse o angiologista, Dr. Antônio Vieira de Melo. Este decidiu fazer arteriografia da femural direita, sendo constatada obstrução de cerca de 10cm ao nível do terço médio da coxa direita. O angiologista disse ao Dr. Garófalo que resolveria o problema com uma prótese, que substituiria o segmento da artéria femural obstruída.

O Dr. Garófalo disse ao angiologista que “não quero me tornar um homem biônico, amanhã terei outra artéria obstruída e terei que colocar novas próteses. Vou resolver o problema com a auto-hemoterapia”.

Eu então me ofereci para fazer as aplicações. Durante 4 meses, de 7 em 7 dias, aplicava 10ml de sangue no Dr. Garófalo, que então decidiu se submeter a nova arteriografia de femural direita, já que podia caminhar normalmente. Porém, o Dr. Antônio Vieira de Melo acreditava que era impossível que a artéria estivesse livre da obstrução, atribuindo a melhora à sugestão. Repetida a arteriografia, não havia mais nenhuma obstrução na femural direita. Foi então que o Dr. Garófalo me presenteou com os trabalhos de Jésse Teixeira, de 1940 e de Ricardo Veronesi, de 1976. O estímulo do S.R.E comprovado por Jésse Teixeira e as ações deste, bem explicadas no trabalho de Ricardo Veronesi, explicavam a desobstrução da artéria femural de Garófalo e abriam um enorme campo no tratamento das doenças auto-imunes.

Em setembro de 1976 internou-se na Clínica Médica do Hospital Cardoso Fontes uma paciente cujo diagnóstico foi esclarecido pela consultora dermatológica da Clínica, Dra. Ryssia Álvares Florião. Feitas as biópsias nas mamas, abdômen e coxa de A. S. O. (F) – 52 anos, encaminhadas estas à patologista do Hospital, Dra. Glória de Morais Patello, o diagnóstico foi: esclerodermia, fase final.

A Dra. Ryssia, que tinha sido residente em Clínica Dermatológica nos Estados Unidos da América, em Nova York, para onde convergiam os pacientes com E. S. P., disse que pouco podia fazer pela paciente, pois aquela Clínica era nada mais que um depósito de esclerodérmicos"”

Iniciei o tratamento da paciente com E. S. P., no dia 10/09/1976. Para provocar o desvio imunológico, e assim aliviar a paciente, apliquei 5ml de sangue em cada deltóide e 5ml em cada glúteo, de 5 em 5 dias. A paciente já não caminhava há 8 meses e não deglutia sólidos, só líquidos, devido à estenose do esôfago. Dia 10/10/1976 a paciente saía andando do Hospital, com alta melhorada assinada pela Dra. Ryssia.

A paciente continuou o tratamento com a dose reduzida para 10ml de sangue por semana. Em maio de 1977 a paciente A. S. O. foi reinternada para avaliação, sendo constatada grande melhora em relação ao dia 10/10/1976, quando teve alta no ano anterior.

Surgiu na ocasião um concurso patrocinado pelo Laboratório Roche – Hospital Central da Aeronáutica. Redigimos então um trabalho minuciosamente documentado, tanto com exames complementares como também com fotografias em slides da paciente, em setembro de 1976 e maio de 1977. O concurso, cujo tema era originalidade, não publicou o trabalho.

A partir deste caso, em que a auto-hemoterapia comprovou ser poderosa arma terapêutica em doenças auto-imunes, passei a aplicá-la também em doenças alérgicas, com excelente resultado. Apresentarei resumidamente alguns casos que merecem destaque:

• 1980 - M. das G. S. – 28 anos, funcionária da Petrobrás. Diagnóstico esclerodermia sistêmica progressiva – Decisão da chefia médica da Petrobrás – aposentar a paciente. Há 22 anos vem se tratando com a auto-hemoterapia. Está assintomática e deverá se aposentar em 2005 por tempo de serviço.

• 1980 - G. S. C. (F), 55 anos – Diagnóstico – MIASTENIA GRAVIS, pelo Instituto de Neurologia – Av. Pasteur – RJ. A paciente, atualmente, embora com a doença, vive normalmente, toma ônibus. É a única paciente que sobrevive entre aquelas diagnosticadas em 1980 como miastenia gravis, no Instituto de Neurologia.

• 1982 - J. da S. R. (M), 30 anos – Diagnóstico – Doença de CROHN – Tratou-se com a auto-hemoterapia de 10ml semanais durante 1 ano. Até a data atual nenhum sintoma teve da moléstia que o acometeu em 1982.

• 1990 - M. da R. S. (M), 22 anos – Doença de CROHN – Curiosamente a moléstia começou após o paciente ser assaltado, quando na ocasião fazia o vestibular para Odontologia. Prescrevi a auto-hemoterapia, que foi aplicada pelo próprio pai do paciente. Até hoje assintomático.

• 1997 - R. S. (F), 35 anos – Diagnóstico – L.E.S. – A auto-hemoterapia permitiu à paciente ter vida normal, viajando para o exterior com crianças de rua que ela ensina a bailar.

Em 1978, minha filha que vive na Espanha, tinha ovários policísticos, não ovulava, era estéril. Solicitei ao Dr. Pedro – ginecologista e obstetra – que fizesse a auto-hemoterapia de 10ml semanais.

Após 6 meses ela engravidou e, repetido o exame com insuflação tubária, já não haviam mais cistos. O Dr Pedro fez o parto de meus netos, um casal, hoje com 20 e 21 anos respectivamente, e prosseguiu aplicando DIU ao longo de 20 anos, a fim de evitar gravidez indesejada.

• 1990 - M. D. C. (F), 24 anos – A paciente começou a apresentar petequias e epistaxis freqüentes. Quando apresentou otorragia, foi encaminhada a um hematologista, que diagnosticou como púrpura trombocitopênica. Durante 6 meses foi tratada com corticoesteróides em altas doses, até que estes não mais surtiram efeito e as plaquetas baixaram para 10.000mm3 de sangue. O hematologista decidiu usar quimioterápico, conseguindo a elevação das plaquetas para níveis quase normais durante 2 meses. Os quimioterápicos não surtiram mais efeito e a paciente foi encaminhada para um cirurgião para se submeter a esplenectomia. A paciente se recusou quando o cirurgião não garantiu que o fígado assumiria a função do baço.

A paciente me procurou e eu mandei aplicar a auto-hemoterapia. As plaquetas se normalizaram, a paciente depois teve mais 2 filhos, e vive vida normal com o seu baço.

• 1982 - M. – (F) – A paciente aluga cavalos para turistas em Visconde de Mauá. Foi picada por uma aranha armadeira em sua perna direita, que gangrenou, ficando exposta a tíbia. Foi internada na Sta. Casa de Rezende, onde foi decidida a amputação. Já na mesa de cirurgia, a paciente decidiu que não aceitava a amputação da perna, como preconizava o Instituto Butantã para estes casos. Assinou termo de responsabilidade e foi liberada. Me procurou, e eu institui a auto-hemoterapia e a lavagem da ferida com solução de cloreto de magnésio, como fazia Pierre Delbet, cirurgião na guerra de 1914 a 1918. Em 20 dias a paciente estava curada, trabalhando com sua perna até hoje.

Esperamos que a Medicina Complementar, através de sua Revista, divulgue uma técnica terapêutica que muito pode fazer para, pelo menos, aliviar o sofrimento do ser humano.

2004
avatar
Marco Antônio Cunha
Oi sou nova(o) no Fórum, sejam simpáticos comigo.
Oi sou nova(o) no Fórum, sejam simpáticos comigo.

Masculino
Número de Mensagens : 18
Idade : 54
Localização : Vitória - E S - Brasil
Data de inscrição : 23/07/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DICAS DE SAÚDE ( Mel e Canela)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum